Instituto da Mediunidade

“Cada templo espírita deve e precisa possuir a sua equipe de servidores da desobsessão, quando não seja destinada a socorrer as vítimas da desorientação espiritual que lhe rondam as portas, para defesa e conservação de si mesma.”André Luiz

Jesus, o excelso Médium de Deus?

Com Jesus, o Excelso Médium de Deus, que favoreceu o intercâmbio entre os dois mundos, a mediunidade recebeu a diretriz do amor e da caridade.

Estabeleceu-se com Ele e os discípulos a era da Mediunidade alicerce de todas as realizações do Cristianismo, através dos séculos e também das atividades do Espiritismo evangélico. Por seu intermédio as luzes do plano superior são derramadas inspirando os trabalhadores de boa-vontade. Bendita porta de comunicação com a esfera Maior que possibilita a condução superior e o amparo divino!

Apresentamos aqui uma proposta de organização dos trabalhos mediúnicos da Casa Espírita tendo em vista a necessidade de formação e especialização mediúnica.

O que é o Instituto da Mediunidade?

O Instituto da Mediunidade é o responsável pela organização, orientação e acompanhamento das atividades e cursos mediúnicos da Casa Espírita, possuindo diversos Núcleos de Trabalho.

Somente se vincula a este Instituto o trabalhador que esteja assiduamente participando dos cursos em um dos Institutos (da Criança, do Jovem, da Caridade, do Esclarecimento e Família, da Divulgação), e nas atividades práticas.

Objetivos Específicos

1 - Estudar a ciência do magnetismo aliada ao Espiritismo

“Entre os seres pensantes há ligação que ainda não conheceis. O magnetismo é o piloto desta ciência, que mais tarde compreendereis melhor.” (Allan Kardec, O livro dos espíritos, 54. ed., perg. 388).

2 - Manter o intercâmbio com o Plano Espiritual

“Sempre será possível abrir meios de comunicação entre vós outros e os planos que vos são invisíveis, mas não esqueçais de que as afinidades são leis fatais de reunião e integração nos reinos infinitos do Espírito! [...].
Se pretendeis o intercâmbio com os sábios, crescei no conhecimento, valorizai as experiências, intensificai as luzes do raciocínio! Se aguardais a companhia sublime dos santos, santificai-vos na luta da cada dia, porque as entidades angélicas não se mantêm insuladas nos júbilos celestes e trabalham também pelo aperfeiçoamento do mundo, esperando a vossa angelização! Se desejais a presença dos bons, tornai-vos bondosos por vossa vez! Sem afabilidade e doçura, sem compreensão fraternal e sem atitudes edificantes, não podereis entender os Espíritos afáveis e amigos, elevados e construtivos.” (André Luiz, Missionários da luz, 25. ed., p. 101-103).

3 - Desenvolver grande número de médiuns

“Um curso regular de Espiritismo seria professado com o fim de desenvolver os princípios da Ciência e de difundir o gosto pelos estudos sérios. Esse curso teria a vantagem de fundar a unidade de princípios, de fazer adeptos esclarecidos, capazes de espalhar as idéias espíritas e de desenvolver grande número de médiuns. Considero esse curso como de natureza a exercer capital influência sobre o futuro do Espiritismo e sobre suas conseqüências.” (Allan Kardec, Obras póstumas, 26. ed., p. 342).

4 - Formar equipes de servidores da desobsessão

“Cada templo espírita deve e precisa possuir a sua equipe de servidores da desobsessão, quando não seja destinada a socorrer as vítimas da desorientação espiritual que lhe rondam as portas, para defesa e conservação de si mesma.” (André Luiz, Desobsessão, 13. ed., p. 19).

5 - Propiciar meios adequados para o desenvolvimento da faculdade mediúnica

“Seu objetivo consiste em indicar os meios de desenvolvimento da faculdade mediúnica, tanto quanto o permitam as disposições de cada um, e, sobretudo, dirigir-lhe o emprego de modo útil, quando ela exista.” (Allan Kardec, O livro dos médiuns, 59. ed., p. 14).

6 - Realizar palestras doutrinárias para pacientes em tratamento

“O processo de recuperação tem o seu curso, quando esse indivíduo consciente se liberta das paixões primitivas, alçando a mente e o coração aos nobres anseios e lutas de auto-aprimoramento.” (Joanna de Ângelis, Desperte e seja feliz, 3. ed., p. 138).

7 - Manter tratamentos fluidoterápicos e a água fluidificada

“A água é dos corpos mais simples e receptivos da Terra. É como que a base pura, em que a medicação do Céu pode ser impressa, através de recursos substanciais de assistência ao corpo e à alma [...].
Se desejas, portanto, o concurso dos Amigos Espirituais, na solução de tuas necessidades físico-psíquicas ou nos problemas de saúde e equilíbrio dos companheiros, coloca o teu recipiente de água cristalina à frente de tuas orações, espera e confia.” (Emmanuel, Segue-me, 4. ed., p. 97-98).

8 - Manter equipes de vibração

“Pelo pensamento podeis levar-lhe uma salutar corrente fluídica, cuja força estará na razão de vossa intenção, aumentada pelo número. Por tal meio podereis neutralizar o mau fluido que a envolve. Fazei isto: tende fé em Deus e esperai.” (Revista Espírita, jan. 1863, p. 5).

9 - Recepcionar, entrevistar e encaminhar pacientes para tratamento

“Os médiuns, como elementos de ligação entre a vida espiritual e o plano físico, serão sempre solicitados a dar uma palavra orientadora nas questões multiformes que afetam as pessoas que os procuram.” André Luiz (Emmanuel e André Luiz, Estude e viva, 3. ed., p. 178).

Formação de Médiuns

A Escola de Médiuns é a responsável pelos cursos mediúnicos da Casa Espírita. É importante lembrar que qualquer aluno desta escola deve ter cursado o Ciclo Introdutório e estar cursando o Ciclo de Especializaçao da Escola de Estudos Espíritas e ser um trabalhador das atividades de assistência da Casa Espírita. “O médium tem obrigação de estudar muito, observar intensamente e trabalhar em todos os instantes pela sua própria iluminação.” (Emmanuel, O consolador, 15. ed., perg. 392).